O que é a ZEMA?

É um Projeto de Lei de incentivo econômico para a promoção do desenvolvimento regional e nacional, a partir da localização geográfica do Complexo Portuário do Itaqui, na ilha de São Luís.

Zona de Exportação do Maranhão – Temos o luxo, no Maranhão de ter as águas mais profundas do mundo, ao lado de Roterdã, na Holanda. Estamos no centro geográfico da Área de Livre Comércio das Américas – Alca, e abrigamos o porto comercial brasileiro melhor localizado em relação aos mercados da Ásia, Europa e Estados Unidos.

O que nos falta para cumprir o destino inevitável de transformar o Complexo Portuário do Itaqui em um hub do comércio mundial, nesses tempos de globalização.

Logo, essa imensa riqueza logística é hoje refreada por uma tacanha economia de enclave, exportadora de produtos primários e semielaborados, sem qualquer agregação de valor. Portanto, agimos como um Robin Hood às avessas, tirando de nossa pobreza para sustentar a riqueza alheia.

A Zona de Exportação do Maranhão é fruto de um esforço para pensar na contramão da espessa acomodação mental que nos impede de ousar.

Em suma, ela será a porta de saída de todo o corredor Centro-Norte, hoje a maior fronteira agrícola do mundo. Mas não uma porta, como é hoje, simples hospedeira, que nos deixa literalmente a ver navios. Ou seja, a ideia central é criar um território de incentivos econômicos que dinamize a economia e reduza as diferenças regionais.

O que a ZEMA pode representar?

A Zona de Exportação do Maranhão pode representar a redenção econômica de algumas das regiões mais pobres do país, sem evocar privilégios, mas simplesmente o desabrochar de nossa capacidade empreendedora e o usufruto das imensas vantagens que a natureza nos concedeu.

O que não é a ZEMA?

zema

 

– Uma Zona Franca voltada para o consumo interno, a exemplo de Manaus;

– Uma política de isenção ou redução de tributos;

– Um estímulo à guerra fiscal entre estados.

 

Objetivos centrais da ZEMA

  • Estimular, por meio de incentivos econômicos, a produção interna para a exportação de valor agregado produzido;
  • Criar uma área de livre comércio, com estrito respeito aos acordos e tratados comerciais, por meio de incentivos econômicos que aproximem o Brasil das fronteiras com os principais países do mundo.

“Que a exploração política da pobreza dê lugar à exploração econômica da riqueza! Esse é o caminho para o verdadeiro desenvolvimento social.” – Senador Roberto Rocha

Vantagens COMPLEXO PORTUÁRIO DO ITAQUI

 – Integração por modais rodoviários e ferroviários a toda região Centro-Norte;

– Escoadouro da maior fronteira de expansão agrícola do país, o Matopiba;

– Economia de 34% no custo frete, para cargas do Centro-Oeste;

porto do itaqui

VANTAGENS em relação a Hong Kong e Singapura

– Maior extensão territorial (o dobro de Singapura);

– Menos densidade demográfica (Hong Kong tem seis vezes mais);

– Abundância de energia disponível;

– Maior calado para os navios;

– Maior proximidade dos mercados da Europa e da costa leste dos Estados Unidos;

– Extensa área de retroporto.

Palavras Chave do CONSENSO

  • Emprego;
  • Oportunidades;
  • Estratégia;
  • Novo modelo de desenvolvimento;
  • Abertura econômica;
  • Inserção internacional do Brasil.

Oportunidades

  • Fazer da ilha de São Luís o pré-sal dos mais pobres;
  • Singularidades únicas no território brasileiro;
  • Suporta um projeto de desenvolvimento;
  • Potencial dinamizador na esfera local, regional e nacional.

Estratégia Política

zema-brasil

  • Complementar o modelo nacional de desenvolvimento;
  • Grande capacidade de dinamizar a economia, com distribuição de ganhos;
  • Potencial para integrar estados e municípios de forma vantajosa;
  • Capacidade para fazer de São Luís referência mundial no comércio;
  • Coloca o Brasil em posição privilegiada nos mercados internacionais
  • Projeto de unidade nacional.

“O PLS 319/2015 tem potencial para dinamizar a economia local, estimular a vocação do Maranhão, alavancar a economia regional do Centro-Norte e reduzir as desigualdades regionais. Na medida certa, pode representar um verdadeiro pré-sal para algumas das áreas mais pobres do Brasil. E tudo isso sem privilégios, apenas pelo aproveitamento inteligente e racional das singularidades naturais do litoral maranhense”. – Senador Roberto Rocha

Depoimentos:

Reis Velloso

“É preciso um novo modelo de desenvolvimento que permita ao Brasil aproveitar as grandes oportunidades estratégicas que dispõe atualmente como, por exemplo, usar o pré-sal para transformar e não só para produzir petróleo e gás.”

Reis Velloso (Fundador do Ipea e ex-ministro do Planejamento)

 

 

mauricio romao

 

 

“A agenda das reformas estruturais compreende, dentre outras ações, um novo projeto de inserção internacional do Brasil.”

Maurício Romão (Mestre e PhD em Economia)

 

 

 

WeCreativez WhatsApp Support
Saiba mais sobre a ZEMA - Whatsapp