ZEMA anima embaixadores dos países mais ricos

Proposta tem apoio dos países mais ricos do mundo

O apoio ao projeto que cria a Zona de Exportação do Maranhão vai além das fronteiras nacionais e já despertou o interesse de embaixadores de países europeus, asiáticos e de empresários dos Estados Unidos. Ou seja, agora a ZEMA é internacional.

China: o gigante asiático quer mais

Maior parceiro comercial do Brasil, a China tem tido cada vez mais participação no mercado nacional. Em 2019, as exportações brasileiras chegaram a quase quase US$ 60 bilhões. Porém, os negócios com o Maranhão ainda precisam avançar mais. É o que admitiu o embaixador do país no Brasil Li Jinzhang ao receber o autor da proposta, senador Roberto Rocha, em sua residência oficial.

Com essa rota de negócios, a China terá maiores condições de fazer investimentos no Maranhão, principalmente com a instalação de empresas. Assim, fortalecemos  a nossa presença na América Latina.”, disse o embaixador.

ZEMA-China
Embaixador da China no Brasil: “Proposta fortalece a presença da China na América Latina.”

ZEMA Internacional também interessa a Taiwan

Em princípio, a localização privilegiada de São Luís chamou atenção do embaixador de Taiwan no Brasil, Isaac Meng-Hung Tsai. Na avaliação dele, a capital maranhense está no centro da ALCA. Portanto, tem maior proximidade com os mercados asiáticos, europeus, norte-americano e africano. Ou seja, produzir no Maranhão seria mais barato e, em troca, o povo maranhense teria novos postos de trabalho, qualificação profissional e renda.

“A área de livre comércio do Maranhão  é uma excepcional oportunidade de negócios para Taiwan. Facilitaria a gestão dos nossos mercados internacionais, graças a localização vantajosa do Porto do Itaqui com principais mercados mundiais.”

zema-taiwan
Senador Roberto Rocha detalha o projeto da ZEMA para o embaixador de taiwandês.

Holanda: Zona de Exportação é uma rota promissora

A Holanda é o 8º país exportador do mundo, graças ao seu monumental porto marítimo de Roterdã. É o maior da Europa e um dos mais ativos atualmente. Embora o país europeu tenha se destacado no mercado internacional, sobretudo, no agronegócio, a Holanda enxerga a Zona de Exportação do Maranhão como uma excelente oportunidade.

Para o embaixador da Holanda no Brasil, Cornelis Van Rij, aprovação das reformas da Previdência e da Tributária vai trazer uma novo ambiente de negócios que o mundo sempre esperou no Brasil.

“A ZEMA internacional pode ser uma porta de entrada importante para novos investimentos estrangeiros, inclusive holandês. Isto é, queremos expandir novos mercados e a ZEMA reúne as condições para implantação negócios no Brasil.”, afirmou.

robertorocha-holanda
Embaixador holandês no Brasil afirma que a ZEMA é promissora para o Brasil e o mundo.

Estados Unidos: a ZEMA vai decolar assim como a base de Alcântara

Maior interessado na criação da Zona de Exportação do Maranhão, os Estados Unidos já manifestou o interesse pela proposta em algumas ocasiões. Em missão oficial para representar o Senado durante a Câmara de Comércio Brasil-EUA, empresários norte-americanos se entusiasmaram com a proposta do senador Roberto Rocha. Eles enxergam o Maranhão como um lugar promissor para fazer novos negócios no Nordeste brasileiro.

Por fim, essa é a mesma avaliação do embaixador do Brasil nos Estados Unidos, Nestor Foster. Ele elogiou a proposta e lembrou que a ZEMA internacional pode ser o combustível necessário para que os norte-americanos utilizem a Base Espacial de Alcântara em sua toda plenitude. Em suma, para transportar equipamentos e componentes espaciais do Brasil para o mundo.

“Estamos falando de uma janela para os mares e outra para os ares. Os norte-americanos gostam disso e saberão investir no Maranhão.”, disse.

robertorocha-Estados Unidos
Nestor Foster: “A ZEMA pode fazer a Base Espacial de Alcântara decolar de vez”.

 

 

WeCreativez WhatsApp Support
Saiba mais sobre a ZEMA - Whatsapp